Script Brasil

Impressoras 3D na atualidade

As impressoras 3D vêm se popularizando e promovendo mudanças profundas no mercado tecnológico possibilitando aos usuários produzirem seus próprios produtos e acessórios. E, além disso: a impressão 3D quebra a barreira entre o mundo digital e real.

O setor está deixando de ser apenas um hobby de alguns para se dissipar para o mercado corporativo, que engloba tanto quem deseja testar o que uma impressora 3D pode fazer até aqueles que desenvolverão produtos específicos. O alto preço e dificuldade de produção afastavam os interessados, mas isso está mudando. Os últimos modelos possibilitam criar produtos apenas por um modelo de design virtual, que pode ser modificado, e então enviar o arquivo para impressão.

Impressora 3D

Os aparelhos montam objetos, camada sobre camada, a partir de pedaços de materiais, criando peças em três dimensões. A impressão 3D tem início a partir do nada: os materiais começam a ser adicionados até que o item esteja pronto. Transformar desenhos virtuais em objetos físicos é a grande possibilidade das impressoras 3D. Projetos antes restritos a imaginação ou realizados apenas virtualmente, passam a surgir de forma prática e cada vez mais econômica.

Desde 2007, com o fim de algumas patentes que impediam sua distribuição, a tecnologia de impressão 3D ficou mais acessível e vem sendo utilizada por consumidores e pequenas empresas. Antes inacessível ao usuário doméstico, essa tecnologia foi simplificada, tornando-se mais barata.

Vantagens da impressora 3D

  • Sem desperdício: os itens são criados usando apenas o material que necessitam;
  • Engajamento comunitário: os proprietários compartilham e incentivam produções de outras pessoas, objetivando melhor desempenho das máquinas;
  • Customização: a produção em massa dá espaço às produções próprias e personalizadas de cada indivíduo de acordo a sua necessidade;
  • Inovação: caem as barreiras e a produção de novos negócios e produtos se abre.

Impressora 3D

Desvantagens da impressora 3D

  • Complexidade: trabalhos mais complexos exigem máquinas mais apuradas e desenvolvidas. As impressoras 3D mais comuns imprimem apenas objetos simples;
  • Manuseio: montar e operar uma impressora 3D exige certo conhecimento - podendo levar meses até que a impressora esteja calibrada e apropriada para uso;
  • Preço: apesar de ter caído muito nos últimos anos, as impressoras 3D ainda são caras para o usuário doméstico;
  • Tempo: o processo de impressão é lento, levando cerca de 45 minutos até muitas horas para imprimir um objeto, dependendo de sua estrutura e tamanho;
  • Materiais: esses dispositivos ainda imprimem principalmente com plástico. Contudo, a diversidade de materiais compatíveis está sendo ampliada.

Postado em - Atualizado .


Pela Web

Comentários