Script Brasil

Tecnologia de armazenamento líquido guardará 1 TeraByte

Atualmente, os números que indicam a capacidade de armazenamento de dispositivos móveis ou de computadores portáteis são muito pesquisados pelas pessoas, afinal de contas, são elas que irão determinar quanto de informação e de dados este dispositivo será capaz de guardar.

Pois uma notícia chacoalhou o mercado de alta tecnologia mundial, já que indica que a tecnologia de armazenamento líquido será capaz de guardar até 1 TeraByte (TB) de dados. Vamos conhecê-la melhor!

Tecnologia de armazenamento líquido guardará 1 TeraByte

Atualmente, a tecnologia que domina o mundo do armazenamento de dados, especialmente nos computadores, é o SSD (unidade de estado sólido), que é capaz de guardar um grande número de dados.

No entanto, segundo alguns cientistas que pesquisam outras formas e alternativas para o armazenamento de dados, o SSD já estaria com os seus dias contados, já que uma nova alternativa estaria em fase adiantada de estudos.

Essa tecnologia é a do armazenamento líquido de dados, que, ainda segundo estes cientistas, já seria capaz de guardar até 1 TB de dados em uma colher pequena, o que significaria revolucionar toda a lógica do mercado atual.

A tecnologia pesquisada pelos cientistas que trabalham em conjunto no projeto, das Universidades de Michigan e de Nova York, consiste em utilizar clusters de nanopartículas suspensos em líquido.

Capazes de armazenar bits, estes clusters conseguem se reorganizar de modo a representar diferentes estados de armazenamento, o que aumenta a capacidade de armazenar em muito.

Com isso, uma solução com clusters com 12 nanopartículas pode ser capaz de armazenar até 1 TB de dados, o que pode significar uma revolução, especialmente para os smartphones, que não atingem uma capacidade de armazenamento de dados que chegue perto deste número.

Tecnologia de armazenamento líquido guardará 1 TeraByte

Portanto, é possível que a tecnologia de armazenamento líquido pesquisada e desenvolvida pelos cientistas destas duas universidades dos Estados Unidos seja utilizada nos smartphones do mundo todo em breve, o que aumentaria suas capacidades de armazenamento de dados consideravelmente.

Com isso, os usuários poderiam baixar mais músicas, baixar mais joguinhos, tirar mais fotos, arquivar mais e-mails e muito mais, já que a memória será muito maior do que a que é atualmente oferecida pelos smartphones do mercado.

Se você já esfregou as mãos para ter acesso a esta tecnologia de armazenamento líquido, o fato é que ela deverá demorar um pouco mais para chegar de fato ao mercado.

Na verdade, esta tecnologia deverá chegar apenas em um futuro distante, pelo menos é o que afirmam os próprios cientistas, que indicam que muito ainda deve ser estudado antes de fazer uso comercialmente desta tecnologia.  

Postado em .


Pela Web

Comentários