Script Brasil

Sony HMZ-T3Q projeta tela de 700 polegadas ao usuário

Com a moda da tecnologia 3D retornando às paradas de sucesso, as TVs cada vez mais apresentam inovações relacionadas a essa tecnologia. No entanto, a Sony, durante a CES, a principal feira de alta tecnologia do mundo, que está sendo realizada em Las Vegas resolveu inovar: criou um modelo de óculos que permite ao usuário criar uma tela de 700 polegadas para projetar filmes e games!

O nome dessa maravilha tecnológica é Sony HMZ-T3Q, e é mais um dos vários lançamentos tecnológicos feitos pela empresa de tecnologia japonesa na CES desse ano. Os outros são a SmartBand (pulseira inteligente) e o Core (gadget minúsculo).

Com esse modelo de óculos, é possível para o usuário transportar imagens captadas por diversos dispositivos (smartphones, receptor de TV a cabo, Blu-Ray e videogames) para os seus olhos. Isso é perfeito para quem não tem muito espaço para ter uma TV de grande porte. A tela projetada pode ter até 700 polegadas (muito maior do que a versão de TV convencional de maior porte do mercado, que tem pouco mais de 100 polegadas).

Sony HMZ-T3Q

Com visual que parece saído de um filme de ficção cientifica, o Sony HMZ-T3Q é extremamente leve e pode ser facilmente acoplado à cabeça do usuário. Ele apresenta uma série de modos de ajuste que permitem torná-lo confortável para qualquer pessoa.

Com preço de comercialização para o mercado dos Estados Unidos de 1 mil dólares, o aparelhinho ainda não tem previsão de chegada para o mercado brasileiro. O valor, então, é uma incógnita. A levarmos em conta a diferença de preço do novo Playstation 4, que por aqui chega a custar incríveis 4 mil reais, sendo que custa apenas 400 dólares no mercado norte-americano, é possível que o Sony HMZ-T3Q sequer seja lançado no Brasil.

A justificativa seria o preço, que inviabilizaria seu lançamento, já que o tornaria muito caro e afugentaria a maioria dos consumidores fãs de alta tecnologia.

Durante o evento na CES, o aparelho estava disponível para ser testado por quem se habilitasse. Muitas pessoas o usaram e acharam incrível a resolução e o tamanho das imagens. Porém, uma falha foi detectada por praticamente todos que o testaram por lá: a ausência de um sistema de som interno. Para ouvir os sons durante os testes, foi necessário utilizar fones de ouvido à parte. Isso foi alvo de criticas e provavelmente deverá ser resolvido pela Sony futuramente, já que para quem quiser usá-lo em uma viagem, por exemplo, terá de levar também um smartphone para captação de imagens e um jogo de fones de ouvido. 

Postado em .


Pela Web

Comentários