Script Brasil

Fones de Ouvido podem prejudicar a saúde. Veja como se precaver!

Há alguns acessórios que fazem parte de nosso dia a dia. Seja em tamanho pequeno, quase imperceptível, ou seja um elemento grande, que voltou a estar na moda, os fones de ouvido estão presente nas orelhas das mais distintas pessoas. Com os tempos modernos, os acessórios também ganharam novas implementações, que os deixaram bem mais potente. É por meio dessa forte potência, com regulagem de volume, que vamos abordar um tema que há anos é fato de estudo e consequente dúvida na cabeça daqueles que gostam de ir ao trabalho ou a qualquer lugar ouvindo sua música predileta no fone de ouvido. Fones de Ouvido podem prejudicar a saúde. Veja como se precaver!

Evite problemas de saúde com os fones de ouvido!

Fone de Ouvido Volume Alto

A primeira questão para uma boa utilização de um fone de ouvido é manter um volume que possa te agradar e ao mesmo tempo não atrapalhar quem está a seu lado. Consequentemente há vários tipos de fone de ouvido que vazam o som, tornando incômodo para quem, por exemplo, esteja dentro de um local fechado, como um ônibus ou até mesmo um carro de passeio. A grande preocupação se dá nos dias de hoje por conta da grande gama de produtos nos quais o fone de ouvido pode ser conectado. Se antes tínhamos apenas alguns modelos de walkman, atualmente temos players de MP3, iPods, smartphones, além de outros aparelhos fixos, como sons automotivos. 

O som muito alto acaba por entrar nos tímpanos de forma rasgada, ou seja, vai rompendo toda as suas cavidades. De acordo com uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, atualmente a cada cinco jovens entre 12 e 19 anos, um apresenta problemas auditivos. Nos últimos anos, isso atinge um crescimento de cerca de 31% em relação aos casos. Estudos também apontam que a hora de exposição dos ouvidos ao barulho forte também aumento, ou seja, as pessoas passam a utilizar por mais tempo seus fones de ouvido, devido ao seu baixo custo e também pelo baixo custo de seus tocadores (players). Barulho acima de 85 decibéis já são prejudiciais, no caso de 90 decibéis para cima, pode ser muito prejudicial em apenas 1 hora de uso. “Apesar de eles serem cada vez menores, a potência de saída de som é muito elevada, acima dos 100 decibéis”, diz o otorrino Daniel Okada, do Hospital Albert Einstein, de São Paulo. Agora você já sabe que o uso do volume deve estar bem regulado, além de ter que ser controlado sua utilização contínua.

Postado em .


Pela Web

Comentários